Parada respiratória

Parada respiratória

É com grande alegria que mais uma vez estou lhe escrevendo para dar mais um testemunho e dizer o quanto o nome de Jesus é poderoso, quando o clamamos de todo o coração.

Minha mãe tinha chegado de viagem fazia dois dias, depois de um mês e meio de viagem. Eu acabara de sair de sua casa, quando recebi a notícia de que ela se encontrava hospitalizada em estado grave; levei um susto. Entrei em desespero, mas, por incrível que pareça, logo veio à minha mente um versículo que eu havia escutado em uma pregação dois dias antes, no grupo de oração da Renovação Carismática, que dizia assim: “Portanto tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia do mal, e, havendo feito tudo, ficar firmes” (Efésios, 6-13).

A partir daquele momento, uma força tomou conta de mim e comecei a orar Algum tempo depois recebi a notícia de que os médicos haviam conseguido reanimar minha mãe, ela estava respirando através de aparelhos, mas, segundo os médicos, ela tinha apenas 20% de chance de vida. Nesse momento, pensei comigo: “O Senhor tem para ela 100%”. Quando entrei no quarto onde ela estava e a vi agonizando em meio àqueles aparelhos, senti que o chão fugia sob meus pés. Eu não podia acreditar que ali estava aquela que me trouxe ao mundo e que sempre esteve ao meu lado, nos momentos em que mais precisei. Não consegui ficar ali, mas segurei sua mão e disse que estava ali. O ar parecia me faltar, precisava respirar. Então fui até em casa e, no silêncio do meu quarto, clamei pela misericórdia do Senhor e comecei a rezar o Terço da Libertação. Mais tarde fui para o hospital, onde, durante toda a noite, rezei com muita fé essa poderosíssima oração de cura, de libertação e de salvação.

Logo pela manha, minha mãe foi transferida para uma UTI em um município vizinho, e continuei a rezar o Terço da Libertação; três dias depois ela teve alta da UTI, ficando mais cinco dias hospitalizada. Ela completou 70 anos e, com a graça de Deus, está bem de saúde e não ficou com nenhuma sequela, para honra e glória do Senhor.

Agradeço a Deus todos os dias por essa e por muitas outras graças alcançadas através do Terço da Libertação, “porque grande é o Senhor e é digno de todo louvor”.

 

Meire/Rolim de Moura

Copyright 2014 Raboni Editora
Desenvolvido em Wordpress com tecnologia Minha Paróquia